Logomarca
Baner Baner Baner Baner

Redescobrindo a religião de Jesus - a religião da paz!


Nosso tema de reflexão nos próximos meses é – “Redescobrindo a religião de Jesus – religião da paz!”. Nosso trabalho será semelhante ao dos arqueólogos. Vamos escavar o Sermão da Montanha e tentar retirar de cima dele, séculos e séculos de história, de cultura religiosa, de condicionamentos ideológicos. Queremos ir fundo, buscar a essência, descobrir o DNA da mensagem de Jesus. Não fazemos isto movidos por curiosidade, mas sim porque estamos comprometidos a ser a comunidade dos discípulos de Jesus no tempo em que vivemos.
 
Um dos compromissos que temos como comunidade de discípulos de Jesus neste mundo é evidenciar para a nossa sociedade que a paz é um projeto possível. É possível para o mundo, porque primeiramente é possível na comunidade dos discípulos de Jesus.
 
Não tem sido fácil concilicar religião e paz. Historicamente, religião e paz têm andado de braços dados. Não foi sem razão que John Lennon, em sua canção Imagine diz na segunda estrofe: "Imagine não existir países / Não é difícil de fazê-lo / Nada pelo que lutar ou morrer / E nenhuma religião também / Imagine todas as pessoas / Vivendo a vida em paz."
 
Não é sem razão que as religiões têm sido acusadas de contribuírem para a promoção da violência no mundo. É isso o que nos diz o testemunho das guerras e conflitos étnico-religiosos vétero-testamentários. É isto o que nos diz o testemunho das guerras teológicas promovidas nos primeiros séculos da era Cristã. É isso o que nos diz o testemunho das Cruzadas. É isso o que nos diz o eterno conflito entre católicos e protestantes na Irlanda, entre judeus e muçulmanos, entre muçulmanos e cristãos, entre muçulmanos sunitas e muçulmanos xiitas, entre muçulmanos e indianos na Caxemira. É isso o que nos diz o testemunho dos conflitos, agressões, falta de respeito, daqueles que se denominam de irmãos e irmãs em Cristo.
 
O mundo onde somos chamados para viver a religião de Jesus é marcado pelo multiculturalismo, pela perda da hegemonia cristã, pelo descrédito das religiões institucionais, onde a palavra e as intenções daqueles que falam em nome da religião de Jesus estão sob suspeita. Por isso, não é mais possível ser cristão neste mundo, sem fazer calar a voz daqueles que, ou por ignorância, ou por má índole, silenciaram a voz de Cristo. A comunidade dos verdadeiros discípulos de Jesus precisa deixar que Cristo fale, sobretudo por intermédio dela. Cristo precisa voltar a falar!
 
Acredito que a religião de Jesus continua fazendo sentido para a vida das pessoas. Continua relevante para nos ajudar a lidar com problemas como: falta de sentido existencial, necessidade de transcendência, conflitos pessoais, falta de perdão, falta de esperança, medo da vida, falta de amor, o mal que nos habita e tantos outros. A religião de Jesus ainda tem muito para nos dizer, não a religião distorcida e usada para atender aos mais diversos interesses escusos ao longo da história. Mas a religião daquele que decidiu abrir mão da sua própria vida, a fim de que Deus fosse uma possibilidade para todos os homens e mulheres, em todos os lugares.

 

Espero por você! Pegue o seu material de escavação e junte-se a nós. Vamos redescobrir juntos, a verdadeira mensagem de Jesus para a nossa vida e para o nosso tempo.

 

Do seu amigo e pastor

Neuber Lourenço

 


Outros registros:
Fazer a vida valer a pena
A Magia do Natal ou o Milagre do Natal
Atos do Reino
Compartilhar Jesus - Um jeito de me relacionar
URBAMISSÃO


Ver todos os registros

© 2011
Todos os direitos reservados

Gerência Webmail

Fuzzon